Bistrô da Poesia
Deguste... poesia é o alimento da alma!!!
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


Justiça: nem social, nem real
 
Não consigo falar em justiça social,
Quando tantas pessoas são esquecidas.
Quando o dinheiro fala mais alto,
Juntamente com o status e ostentação.
Não somos um país solidário,
Não defendemos nossos pobres irmãos,
Fazemos caridade para os de fora,
Apenas para aparentar o que não somos.
Um Estado que prevê em sua lei maior,
Igualdade para todos,
Educação, saúde, lazer, segurança,
Mas não consegue cumprir sua determinação,
Porque não recebe apoio da população.
Aqui, funciona a “Lei Gerson”,
Vamos levar vantagem em tudo.
Vamos escravizar, explorar, superfaturar,
Às custas da grande maioria manipulada.
No dia em que cada brasileiro,
Perceber o poder que possui nas mãos,
Através de um clique de botão,
Deixando de eleger um ladrão.
Exigindo que as leis sejam cumpridas,
Que eles façam por merecer o cargo,
Que trabalhem em prol de cada brasileiro,
E falem menos, agindo mais.
Mas, talvez a corrupção seja endêmica,
Parta do povo até o governante,
Afinal, quantos vendem o seu voto,
Por um pequeno favor ou até um cargo.
Justiça social é muito linda,
Na sua vasta legislação, na teoria.
Infelizmente para a prática é utópica,
Porque quem faz juz a ela não a exige.
E sequer sabe que ela realmente existe.
Akasha De Lioncourt
Enviado por Akasha De Lioncourt em 12/08/2014

Música: Wrong - Depeche Mode

Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários