Bistrô da Poesia
Deguste... poesia é o alimento da alma!!!
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


90.000 Mimos e Muita Felicidade!!!


São treze os meses de convivência!
Noventa mil as visitas tão queridas.
Meu coração está em festa,
Meu Deus, jamais imaginei que aqui chegaria!
Cada postagem tão bem recebida,
Tantas visitas, comentários gentis.
Minh'alma está fervilhando de alegria,
Quero dividir com cada um de vocês essa conquista.
Podem chegar, sentem-se, fiquem à vontade,
Meu recanto é de vocês, canto por canto...
Meus versos são acariciados pelos amigos,
Que comigo dedilham e contam um conto.
Cada conversa, cada memória, cada criação,
É um momento único de inspiração...
Neste momento em que eu escrevo,
Vem a vontade de fazer uma linda canção...
Nela, cantaria minha imensa alegria, 
Em junto de vocês comemorar esse feito.
Uniria verso e prosa, prosa e verso,
Seria a canção mais linda do universo...
Nela, não caberiam todos os carinhos,
Que eu quero dedicar aos amigos sinceros.
Palavras sinceras e únicas, vindas de dentro,
Que envolvo em notas musicais no pensamento.
Enfim, meus doces amigos a quem amo imensamente,
Quero por fim lhes dizer,
Que seja em prosa,
Seja em verso,
Ou mesmo em anverso,
É um sonho que se realiza,
Essa marca tão bonita de visitas!
Obrigada, pelo presente tão lindo,
Que é o reconhecimento de um trabalho infindo...

(Comemorando minhas 90000 visitas e todo o carinho que sempre recebi aqui neste Recanto de Letras tão querido... jamais imaginei atingir essa marca tão significativa em tão pouco tempo, menos de 13 meses de convivência e isso me anima a compartilhar mais e mais com todos os meus "rabiscos" poético-literários... beijos no coração e obrigada por tão belo presente.)
Akasha De Lioncourt
Enviado por Akasha De Lioncourt em 27/04/2007
Alterado em 02/07/2009
Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários