Bistrô da Poesia
Deguste... poesia é o alimento da alma!!!
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Áudios

Não sou sua metade!
Data: 06/04/2010
Créditos:
Não sou sua metade!
Texto, voz, mixagem by Akasha De Lioncourt
Música Incidental: Gloria Stefan - Don't wanna a lose you.
Software de edição: Soundforge
Ano: 2010
Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Não sou sua metade!

 
Não sou sua metade! Engana-se quem pensa que nasce precisando de outra pessoa para tornar-se um inteiro. É verdade que passamos a vida procurando por alguém que nos faça sentir a felicidade borbulhando e esparramando-se por todas as nossas entranhas, mas isso não significa que se não a encontrarmos seremos sempre seres tristes e sem qualquer esperança de salvação. Ao contrário, as coisas acontecem quando menos esperamos.

Se estamos bem resolvidos com nosso Eu interior, melhor ainda! Quando descobrimos que nosso amor-próprio está bem cultivado, que nossa auto-estima está em alta e que somos a pessoa mais importante na nossa lista de prioridades, passamos a ser notada pelas demais pessoas como alguém que vale a pena conhecer e querer conviver mais.

Nesse momento, não só descobrimos que somos seres únicos, completos, auto-suficientes, como também o quanto é bom ter com quem dividir essa deliciosa descoberta sem sobrecarregá-lo tanto com a incumbência de nos tornar seres felizes... E completos!!! Melhor ainda se essa pessoa tiver a mesma consciência que adquirimos. Aí, meus amigos, certamente estamos prontos para conhecer a pessoa ideal. Pensem nisso.


 
 30/03/2010


Enviado por Akasha De Lioncourt em 30/03/2010

Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.



Comentários