Bistrô da Poesia
Deguste... poesia é o alimento da alma!!!
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


Verão: Estação repleta de vida

O verão desperta em nós uma sensação de vida. O calor traz conforto, vestimos roupas mais leves e nos sentimos mais livres. 

Gostaria de aproveitar esse momento mágico e, ao invés de abordar o fator poético da estação, trazer para todos a questão dos efeitos do verão em quem não é tão afortunado quanto a maioria de nós.

Neste verão, deixe o sol aquecer seu coração a ponto de torna-lo mais amigo daqueles que não têm outra voz que fale por eles a não ser a nossa: os animais abandonados.

Por acontecer nas férias, a incidência de abandono de animais domésticos aumenta muito no período do verão, aumentando ainda mais a fila desses pequenos e fiéis amigos que ficam perambulando pelas ruas.

O verão é bom mas aumenta a nossa necessidade de líquidos para evitarmos a desidratação. O mesmo acontece com eles, que são maltratados, espezinhados e muitas vezes mortos por seres desumanos que não dão valor às suas vidas por acharem que são inferiores a nós.

Então, aproveitando o ensejo que esse tema trouxe, o verão com sua capacidade de iluminar nossas vidas, fica o meu apelo e o de muitas outras pessoas que valorizam a vida desses pequenos seres que, como nós, são criação do mesmo Deus em que cremos:

Se vir um pequeno animal doméstico abandonado, faminto, sedento, ao menos mate-lhe a sede, procure alguém que possa tirá-lo das ruas onde são ferozmente atacados por feras humanas que não possuem o mínimo escrúpulo. 

Só quem tem um ser como esses em sua vida sabe o quanto eles são preciosos, repletos de amor e de fidelidade. O cão que apanha do seu tutor é o mesmo que, alguns minutos depois lhe busca o afeto e retribui feliz. As maiores vítimas desses maus tratos são os cães e os gatos, sendo que os últimos ainda sofrem preconceitos que já deveriam ter sido extintos há muito tempo.

Devemos ser caridosos e condolentes com os seres humanos mas isso não nos impede de fazer o mesmo por quem não tem voz para nos falar.


São Paulo/SP
Akasha De Lioncourt
Enviado por Akasha De Lioncourt em 18/06/2012
Alterado em 19/06/2012

Música: La Serenissima - Loreena McKennit

Copyright © 2012. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários