Bistrô da Poesia
Deguste... poesia é o alimento da alma!!!
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


O Brilho do Sol nos Meus Olhos




Olha para mim, atentamente,
Vê as cores do arco-íris surgindo?
São os raios do sol interior,
Que refletem meus olhos de azeviche.
Negros, coloridos, apaixonados,
São olhos que já viram muitas coisas.
Já choraram muitas lágrimas,
E agora não pretendem mais chorar.
Olhos cujo brilho podem ofuscar,
Sentimentos e vibrações negativas.
Nada como a luz para reabilitar,
E trazer consigo a beleza de amar.
Olha os meus olhos, o que te dizem?
Não vê mais neles sinais de angústia,
Nem tristeza, nem desesperança,
Disso não quero nem a lembrança.
São olhos que já sofreram,
São olhos que já sentiram,
Hoje, meus olhos são dois sóis,
De brilho eterno e infinito.
São dois sóis que encontraram
Espelhos d'água para descansar.
E nessa beleza chamada amor,
Querem para sempre morada fixar.


Ah, o brilho do sol nos meus olhos,
O brilho de quem aprendeu a amar...







24/02/2009

Akasha De Lioncourt
Enviado por Akasha De Lioncourt em 25/02/2009
Alterado em 17/06/2009
Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários