Bistrô da Poesia
Deguste... poesia é o alimento da alma!!!
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


Poema(ta) sem nome
 
 
Não vou colocar nome no meu amor por você!
Ele merece mais, merece sentimento,
Preciso gritar aos quatro cantos do mundo
O que me vai na alma neste exato momento.
 
Poesia não precisa de nome, nem de rima,
Faço meus versos movida pela emoção,
Pelo amor que sinto e que transborda e me anima,
E que vêm direto desse meu corajoso coração.
 
Sem nome, sem rima, sem métrica e sem medida.
Versos livres para um sentimento livre,
Palavras unidas num objetivo comum.
Expressar o amor, que hoje tenho e sempre tive.
 
Não vou nomear meu sentimento por você!
Ele merece mais, merece pele, toque, gosto e cheiro.
Quero sussurrar essas palavras no seu ouvido,
Enquanto deito minha cabeça no seu peito.
 
Vou cantarolar canções de amor e te contar,
O quanto é belo esse desejo de te amar.
Enquanto beijo incessantemente sua boca,
E nossas línguas brincam de se enroscar.
 
Sem nome, sem rima, nem métrica, esta sou eu!
Poeta sem nome, amante, amada, amiga!
Não me pergunte como a tristeza morreu,
Ela se foi para sempre embora da minha vida.

 
 
 
23/02/2009

Akasha De Lioncourt
Enviado por Akasha De Lioncourt em 24/02/2009
Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Áudios Relacionados:
Poema(ta) sem nome - Akasha De Lioncourt


Comentários