Bistrô da Poesia
Deguste... poesia é o alimento da alma!!!
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


Sou Tua

 

Não! Não me negues o teu amor!

Vem! Beija-me a boca com volúpia.

Suga os meus lábios que te imploram,

Invade minha boca com loucura.

E beija-me até chegar à exaustão!

 

Quero sentir a sua boca, quente,

Deslizando suavemente em minha pele.

Descendo pelas costas e pela nuca,

Ah, como é bom sentir tanta doçura.

 

Tira, suavemente, a minha blusa.

E vede como o teu amor me deixa.

Note os efeitos dos arrepios,

E a pele sedenta da boca sua,

Exigindo que me explore sem clemência.

 

Me faça estremecer sem sentir frio,

Me leve ao delírio, me alucine...

E então me possua, porque sou tua,

E só a você posso me entregar e sentir prazer.

 

 

(13/09/2002)

Akasha De Lioncourt
Enviado por Akasha De Lioncourt em 05/06/2008
Copyright © 2008. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários